Barra Livros e Cursos Editora Ltda
www.barralivros.com
logo2.png







O livro pode ser encontrado nas principais livrarias do País.



Veja links abaixo para algumas lojas com vendas online:




Caso prefira, clique  aqui e preencha o formulário com seu pedido. 


Além disso, os pedidos também podem ser feitos pelo e-mail vendas@barralivros.com.



OBS: temos livros em estoque para compras diretas da Editora, por e-mail, pelo formulário e pela loja www.lojabarralivros.com



Modelando Moda Praia: Técnica das três linhas


Sinopse 


Os biquínis invadiram as passarelas há poucos anos e despertam hoje o desejo da mulher em expor o seu corpo, a sua beleza, como ela é. E a profissão de modelista de moda praia se desdobra para realçar as formas do corpo feminino – tarefa que, por envolver o uso de tão pequenas partes de tecido com fio de Lycra, se torna um enorme desafio.

A obra leva o título Modelando Moda praia – A técnica das três linhas justamente por estar vinculada a uma técnica de fabricação de beachwear que parte de medidas de um determinado biótipo, sem atrelar-se às tabelas já preestabelecidas de medidas. Segundo a técnica das três linhas a empresa e seus profissionais conseguem atender aos mais variados clientes em potencial, que passarão a conhecer e se identificar com as características de formação da modelagem da marca: o “vestir bem”.

A moda praia hoje se encontra em seu auge, instigando nas pessoas comuns, estudantes e profissionais da indústria de confecção, a vontade de criar, modelar e vestir. Nasce assim um novo conceito para a modelagem: com novas técnicas e desafiadoras tecnologias, a modelagem bidimensional, o dar forma ao seu próprio corpo, que vem fascinando cada vez mais. A presente obra contribui apresentando técnicas de costura das principais peças de moda praia, tanto para o público masculino, com os conhecidos sungões, quanto para o público feminino com o biquini cortininha, top tomara que caia e suas variações. 


Autor

Carlos Roberto Oliveira de Araújo é graduado em Tecnologia em Produção do vestuário pela Faculdade SENAI/CETIQT. Possui mais de 20 anos de experiência profissional no mercado de moda, como modelista especializado nos segmentos masculino, feminino, infantil, moda praia, fitnesse drapping, e também como produtor de moda. Foi docente no Senac Rioe no Instituto Milano de Moda, em Niterói-RJ. Atualmente mantém seu próprio curso de modelagem no centro de Niterói, denominadoCROA Modelagem.

Seu constante aprimoramento na área o capacitou aapresentar propostas de novas tecnologias em modelagem nos Encontros Latino-Americanos de Design, na Universidade de Palermo, em Buenos Aires. Carlostambém se dedica ao desenvolvimento de modelagem de figurinos de carnaval para várias Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Grupos de Acesso e Especial), assim como de figurinos para teatro.


INTRODUÇÃO


As belas praias do Rio de Janeiro estão sempre inspirando novas modas, e sua história é uma parte importante da vida dos cariocas. Estilistas como David Azulay (Blue Man) e Alcindo Silva Filho (Cidinho, da Bumbum Ipanema), fizeram crescer o segmento moda praia desde o início dos anos 1970; sendo seguidos, posteriormente, por Lenny Niemeyer (Lenny), Jacqueline de Biase (Salinas) e Regina Aragão (RYGY).

A moda praia vem despertando nas pessoas comuns, estudantes e profissionais da indústria de confecção a vontade de criar, modelar e vestir. Nasce assim um novo conceito para a modelagem: com novas técnicas e desafiadoras tecnologias, a modelagem bidimensional, o dar forma ao seu próprio corpo, vem fascinando cada vez mais. As mulheres cariocas, famosas pelo seu balanço e “ziriguidum”, modelam os seus corpos nas academias, nas dietas alimentares, nas cirurgias estéticas, nas clínicas de estética – e para elas nascem, a cada coleção, novas formas de modelar as silhuetas emergentes, ou seja, formas corporais efêmeras, criadas com babados, plissados, franzidos, bojos estruturados e “frufrus”.

Para atender a esses desejos e necessidades, a profissão de modelista de moda praia se desdobra para atender e realçar as formas do corpo feminino: tarefa que, por envolver o uso de tão pequenas partes de tecido com fio de Lycra (nome comercial para o fio de elastano), se torna um enorme desafio.

Existem vários métodos de desenvolvimento de “bases” (tabela de medidas para tecidos com baixa, média ou alta elasticidade, drappinge cálculo de elasticidade) para a criação daquela que será a base própria para desenvolver os modelos de moda praia.

SABRÁ, em seu livro “Inovações, estudos e pesquisas: reflexões para o universo têxtil e de confecção”, explica que:

Uma “base” é o ponto de partida para o desenvolvimento de qualquer modelagem. A base é o molde inicial construído a partir das medidas do corpo sem folga alguma. É sobre a base que os moldes desejados são interpretados e desenhados. (2012, pág. 85).



É através da construção das bases na modelagem que se pode realizar a mágica da passagem da fibra unidimensional, transformada em tecido bidimensional, para uma peça de roupa tridimensional.

Todo modelista tem que ter algum conhecimento sobre a geometria, a ergonomia e a anatomia do corpo humano para poder realizar a construção das bases.

Sobre o conhecimento do corpo, SANTOS afirma que:

Na indústria do vestuário, para se desenhar, interpretar, confeccionar e vestir, é necessário ter um sólido conhecimento em anatomia, ou seja, conhecer pontos anatômicos, acidentes ósseos, músculos que se ligam à estrutura do esqueleto, e entender como funciona esse conjunto quando está em movimento. (2009, pág. 39).



Ainda segundo SANTOS (2009, pág. 39) “o processo de desenvolvimento de uma peça do vestuário se inicia a partir da observação do corpo, do seu mapeamento, e termina com aprovação do próprio corpo”. Assim poderá desenvolver um projeto específico com as respectivas características do seu corpo de prova. Somente depois de provado o modelo – e de aprovada a peça – é que poderão ser feitas as devidas correções e a sucessiva gradação para desencadear uma produção em série.


SUMÁRIO

Apresentação 5

Introdução 11

1. Moda praia carioca, um passeio pelo tempo 13

2. LYCRA – O Fio que transformou os modelos e as modelagens

de moda praia 23

3. Tecidos apropriados para moda praia 29

3.1 – Forro 30

4. Fio do Tecido 31

5. Ficha Técnica 35

6. Modelando a base do sutiã Cortininha 47

6.1 – Largura do sutiã cortininha 47

6.2 – Altura do sutiã cortininha 48

7. Modelando sutiã Cortininha de Viés 51

8. Montagem do sutiã Cortininha 53

9. Modelando sutiã Cortininha de Viés e Elástico 55

10. Modelando o sutiã Cortininha de Elástico 57

11. Modelando Sutiã Cortininha de Babado 61

12. Modelando o sutiã Cortinão 63

12.1 – Para construir o forro do sutiã Cortinão 65

13. Modelando sutiã Cortinão de Viés 71

14. Modelando Sutiã Cortininha Fixo 73

15. Modelando Cortinão Longo 77

16. Modelando Tomara que caia partido 79

17. Construção do laço das costas do tomara que caia partido 83

18. Modelando Tomara que caia torcido 87

19. Modelando Tomara que caia de argola 91

20. Modelando Base da Tanga 95

21. Modelando Tanga Lacinho de elástico 101

22. Modelando Tanga Lacinho de viés 105

23. Modelando Tanga Lacinho todo em viés 107

24. Modelando Calcinha Tradicional 109

25. Modelando Calcinha Tradicional de laço 113

26. Modelando Calcinha Alta 117

27. Modelando Calcinha Hot Pants 121

28. Modelando Maiô Cortininha 123

29. Modelando Base Do Sungão 127

30. Modelando Sungão com recorte 131

31. Gradação 135

32. Gradação da base da Tanga e Sungão 137

33. Bibliografia 139

9788564530317.pngFundo_cinza.png

Menu

Leia um livro! E estará investindo em você mesmo, com retorno contínuo, ao longo de toda a vida.